14/06/2010

DISTÚRBIO BIPOLAR - TRANSTORNOS DO HUMOR



Regina tinha crises de melancolia desde os 14 anos. Mas aos 16 ela começou a sentir algo diferente: uma estranha sensação de euforia e aumento incomum de energia. Os pensamentos se aceleravam, falava coisas sem nexo, tinha insônia e achava que os amigos estavam tentando tirar vantagem dela. Depois começou a dizer que conseguia mudar a cor dos objetos quando e como quisesse. A essa altura a mãe de Regina percebeu que a filha precisava de tratamento e a levou ao hospital. Após fazer um monitoramento minucioso das flutuações de humor de Regina, os médicos finalmente chegaram a um diagnóstico: Regina sofria de distúrbio bipolar. Também chamado de distúrbio maníaco depressivo. Alguns dos sintomas podem estar relacionados com esquizofrenia, uso de drogas ou mesmo com as transições normais da adolescência. Somente uma avaliação extensiva feita por um especialista poderá estabelecer o diagnóstico da doença. Os efeitos dessas doenças podem ser devastadores.

Os transtornos do humor são assustadoramente comuns. Só para citar um exemplo, calcula-se que mais de 330 milhões de pessoas no mundo sofrem de depressão grave, condição caracterizada por tristeza devastadora e perda de prazer em realizar as atividades diárias. Estima-se que em 20 anos, depois das doenças cardiovasculares, a depressão será a moléstia que atingirá o maior número de pessoas. Não é de admirar que, entre as doenças mentais, a depressão seja considerada ‘tão comum quanto um resfriado’.

Em anos recentes, o distúrbio bipolar tem recebido maior atenção do público. Os sintomas dessa doença incluem flutuações drásticas de humor, que oscilam entre a depressão e a mania (euforia exagerada). “Na fase depressiva”, “a pessoa pode ter pensamentos suicidas recorrentes. Na fase maníaca, ela pode perder totalmente o senso crítico e não enxergar o dano causado pelas suas ações.”

DEPRESSÃO – TRISTEZA DEVASTADORA

A maioria de nós já nos sentimos tristes. Mas em geral o humor melhora em questão de horas ou dias. A depressão clínica, porém, é muito mais grave. Em que sentido? Quem não tem depressão sabe que as flutuações de humor são passageiras, Mas o indivíduo deprimido tem altos e baixos e alternâncias freqüentes de humor, como se estivesse num trem desgovernado, sem saber direito como ou quando — ou se — vai descer dele.

Existem diversos tipos de depressão clínica. Algumas pessoas, por exemplo, sofrem do que é chamado de distúrbio afetivo sazonal, que se manifesta numa época específica do ano — geralmente no inverno. “Embora o distúrbio afetivo sazonal tenha sido associado principalmente a dias sombrios de inverno, em alguns casos tem a ver com ambientes de trabalho escuros, dias nublados ou problemas de vista.”

Qual é a causa da depressão clínica? Não se sabe ao certo. Em alguns casos, fatores genéticos podem estar envolvidos. Contudo, na maioria das vezes, as experiências pelas quais a pessoa passa na vida parecem exercer grande influência.



SINTOMAS DE DEPRESSÃO PROFUNDA



 Humor deprimido na maior parte do dia, quase todos os dias, por pelo menos duas semanas
 Perda de interesse em atividades que antes davam prazer
 Perda ou aumento significativo de peso
 Dormir demais ou, ao contrário, sofrer de insônia
 Rapidez ou vagarosidade fora do normal no desempenho de atividades motoras
 Fadiga excessiva, sem causa discernível
 Sentimentos de inutilidade e/ou de culpa sem fundamento
 Diminuição na capacidade de concentração
 Pensamentos recorrentes de suicídio

Alguns desses sintomas podem também indicar distimia — uma forma de depressão branda, porém mais crônica
* A lista acima se destina a fornecer uma visão geral e não servir como base para autodiagnóstico. Também, alguns dos sintomas podem ser indicativos de outras doenças além da depressão.

A depressão clínica sem dúvida é um problema difícil. Mas quando é acompanhada por períodos de euforia, a doença é chamada de distúrbio bipolar. “A única coisa previsível a respeito do distúrbio bipolar é que ele é imprevisível”,

O que causa o distúrbio bipolar? O componente genético é mais determinante do que na depressão. “De acordo com alguns estudos científicos”, diz a Associação Médica Americana.


Diferentemente da depressão, o distúrbio bipolar parece afetar homens e mulheres na mesma proporção. Na maioria dos casos, a doença se manifesta no início da fase adulta, mas pode acometer adolescentes e até crianças. No entanto, mesmo para os especialistas, não é nada fácil analisar os sintomas e chegar a um diagnóstico correto. “O distúrbio bipolar é o camaleão dos transtornos psiquiátricos. Os sintomas variam de um paciente para outro, e o mesmo paciente pode apresentar sintomas diferentes a cada episódio”

Quando há um desequilíbrio bioquímico, é possível que haja necessidade de medicação. Em outros casos, talvez se recomende um programa de aconselhamento para ajudar a pessoa a aprender a lidar com a situação. Às vezes, a combinação dos dois métodos produz bons resultados. O importante é procurar ajuda.

Muitas vezes a pessoa fica assustada e tem vergonha de dizer que tem a doença. Mas é muito pior quando suspeita que tenha o problema e não procura a ajuda de que tanto precisa.

Publicado em Despertai! de 8 de janeiro de 2004

Saiba mais: VOCÊ PODE ENCONTRAR A VERDADEIRA FELICIDADE.

3 comentários:

EAD/JOYCE disse...

Assunto de grande importância. parabéns.

Anônimo disse...

gostei do assunto, mas depois de ler isso não vi nada, nem um link de, fassa a pessoa se aprocimar da ajuda, acho q já tive todos od sintomas descrito no testo, mas um dos motivos a não, porcurar ajuda é a pessoas ficar te tratando como coitado, tipo sentino pena como se eu fosse um etesinho, tem tambem as pessoas q achão, q os meus problemas decorre, de uma desfunção de carater, as vezer tenho a imprenção q minha cabeça, vai estourar, de tantos pensamentos,é dificil descobrir q os proplemas q vc tem de humor, são gerado por,insatisfação de algo,tipo,desagradou o pai ou amãe, brigol com o namorado(A),coisas desse tipo, quanto tempo perdi, me martilisando por, não concegir, ser melhor pra as pessoas ao meu redor,isso me assobra des da infancia,melhor pra minha mãe, melhor pra,as professoras,melhor com os amigos, melhor com as namoradas, melhor com o patrão,em fim,uma busca pela perfeição q nunca se alcança,nesse momento en q escrevo isso, estou sentindo um das dores de cabeça q sinto,agradesso a essa pessoa q fez esse site, mas gostaria de ir mas alem nesse assonto se poder postar link's sites sobre o assunto eu agradesso, obrigado pelo espaço

Juninho disse...

Também sou BIPOLAR. ou louco, ou whatever. Valeu pelo texto!

Related Posts with Thumbnails

'