04/08/2010

SISTEMA SOLAR - O “ENDEREÇO” DA PERFEITA TERRA



NOSSO endereço geralmente inclui país, cidade e rua. Podemos dizer que a Terra também tem um endereço: o “país” é a nossa galáxia, a Via Láctea; a “cidade” é o sistema solar — composto pelo Sol e os outros planetas; e a “rua” é a trajetória da Terra em torno do Sol. Graças aos avanços na astronomia e na física, os cientistas têm compreendido cada vez mais as vantagens da localização de nosso “cantinho” no Universo.
Por exemplo, nossa “cidade” — ou seja, nosso sistema solar — encontra-se numa parte da Via Láctea que muitos cientistas chamam de zona habitável galáctica. Essa zona fica a cerca de 28 mil anos-luz do centro da galáxia e contém as concentrações exatas dos elementos químicos necessários à vida. Se a zona estivesse mais longe do centro, esses elementos seriam muito escassos; se estivesse mais perto, as condições seriam extremamente perigosas em vista da grande quantidade de radiação letal e outros fatores. “Vivemos numa região nobre”, disse a revista Scientific American.


A “RUA IDEAL"

“Nobre” também é a rua, ou seja, a órbita que a Terra percorre na “cidade”, o sistema solar. A uns 150 milhões de quilômetros do Sol, essa órbita fica dentro do que os cientistas chamam de zona habitável circunstelar, onde as condições não são nem frias nem quentes ao extremo. Além disso, visto que a órbita da Terra é quase circular, sua distância em relação ao Sol permanece praticamente a mesma o ano todo.
O Sol, por sua vez, é a perfeita “usina de energia”. É estável, do tamanho ideal e emite a quantidade exata de energia. Não é por acaso que ele tem sido chamado de “uma estrela muito especial”.


O VIZINHO PERFEITO

Se você fosse escolher um vizinho para a Terra, não haveria opção melhor do que a Lua. Seu diâmetro mede um pouco mais de um quarto do diâmetro da Terra. Assim, em comparação com outras luas do sistema solar, a nossa Lua é excepcionalmente grande em relação ao planeta que ela orbita. Mas isso não é mera coincidência.
Por exemplo, a Lua é a principal responsável pelas marés, que desempenham um papel vital na ecologia do planeta. A Lua também contribui para a estabilidade do eixo de rotação da Terra. Sem a Lua, que foi feita sob medida, nosso planeta seria como um pião em baixa velocidade, que depois tomba e continua girando de lado. O clima, as marés e outras condições sofreriam mudanças catastróficas.



INCLINAÇÃO E ROTAÇÃO PERFEITAS

Graças à inclinação da Terra de 23,5 graus, temos o ciclo das estações do ano, temperaturas equilibradas e uma grande variedade de zonas climáticas. “A inclinação do eixo de nosso planeta parece ‘perfeita’”, disse o livro Rare Earth—Why Complex Life Is Uncommon in the Universe (Terra Rara — Por Que a Forma Complexa de Vida É Incomum no Universo).
Também perfeita é a duração do dia e da noite, que é controlada pela rotação da Terra. Se o período de rotação fosse muito mais longo, o lado da Terra virado para o Sol ficaria superaquecido, ao passo que o outro lado ficaria congelado. Mas se os dias fossem muito curtos, a rotação veloz da Terra causaria infindáveis vendavais e outros efeitos nocivos.
De fato, tudo sobre o nosso planeta — seu endereço, sua rotação e seu vizinho lunar — dá evidências de um projeto bem elaborado por um Criador sábio. O físico e evolucionista Paul Davies disse: “Até mesmo cientistas ateus ficam emocionados ao falar sobre a dimensão, majestade, harmonia, elegância e absoluta engenhosidade do Universo.”
Será que essa engenhosidade é obra do acaso ou indica um projeto intencional?
Pense nessa pergunta.

MUITO MAIS RÁPIDO QUE UM TIRO!

Quando você terminar de ler este quadro, terá viajado milhares de quilômetros — e sem trepidação! Analise o seguinte.
A Terra tem uma circunferência de 40 mil quilômetros e leva 24 horas para completar uma volta em torno do seu eixo. A velocidade desse movimento no equador e em suas imediações chega a ser de aproximadamente 1.600 quilômetros por hora. (Vale lembrar que os pólos apenas giram sem sair do lugar.)
A Terra orbita o Sol a 30 quilômetros por segundo, ao passo que o sistema solar como um todo viaja em torno do centro da Via Láctea a uma velocidade impressionante de 249 quilômetros por segundo. Em comparação, a velocidade de um tiro é de menos de 2 quilômetros por segundo.



A existência do Universo como um todo depende de quatro forças fundamentais que governam a matéria: gravidade, eletromagnetismo, força nuclear fraca e força nuclear forte.
Todas elas estão perfeitamente reguladas.


Publicada em Despertai! de setembro de 2009
Será que o UNIVERSO tem um objetivo?
Saiba mais em:

2 comentários:

Nordestina Porreta disse...

E nós Pobres Criaturas...Em muitas ocasiões Pensamos e Agimos como "Todo Poderoso" A fragilidade humana é infinitamente real. Cada um de nós deveríamos acordar todos os dias e ler este assunto. Foi inteligentemente escrito de forma clara, simples e dinâmica. Uma realidade quase inacreditável. Só nos resta tirarmos nossas próprias conclusões...Quem? Como? Quando? É espetacular e fantástico nosso ENDEREÇO REAL. Parabéns!

Neide Costa disse...

Obrigada por postar sua opinião!!!

Não mude sua natureza. Se alguém te faz algum mal, apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros a criam. Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam, é problema deles.

Grande Abraço***

Related Posts with Thumbnails

'